Menu fechado

Câmara aprova mudanças nas regras da Nova Previdência.

Na noite da última quinta-feira (11), a Câmara dos Deputados conseguiu aprovar três alterações no texto base da Reforma da Previdência. Outros oito itens que podem modificar a matéria ainda precisam ser votados.

A sessão que aprovou as três alterações foi encerrada na madrugada da sexta às 1h51.Toda essa mobilização está acontecendo pois a reforma promove alterações na Carta Magna – tramita, portanto, como uma proposta ao texto promulgado em 1988. Sendo assim, para realizar as alterações propostas pela reforma, é necessário alterar a Constituição.

Mudança no cálculo de aposentadoria das mulheres:

A alteração trata-se do acréscimo no valor do benefício das mulheres que tiveram mais tempo de contribuição que o mínimo exigido no momento da aposentadoria. O texto prevê que para requerer a aposentadoria, as mulhere precisam ter pelo menos 62 anos de idade e 15 anos de contribuição para a previdência.

Além disso, o benefício aumentará 2% por ano para quem tiver mais de 15 anos de contribuição.

A proposta original do governo para aposentadoria das mulheres exigia , além da idade mínima, ao menos 20 anos de pagamento ao inss.

O relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) diminuiu o período mínimo para 15 anos. A falha estava na regra de cálculo. Moreira propôs diminuir o tempo mínimo, mas só garantiria um bônus no tempo de contribuição a partir de 20 anos de contribuições.

A mudança foi proposta pela bancada feminina, que não abriu mão de outros direitos às seguradas. A bancada inclui deputadas federais de situação e oposição, além de parlamentares evangélicas. 

Regra de Aposentadoria para Policiais:

A emenda aprovada pelo plenário na câmara, por 467 votos a 15, prevê que a idade minima passa a ser de 53 anos para os homens, e 52 para as mulheres, desde que seja cumprido o período de contribuição correspondente.

As regras estão previstas para integrantes das categorias:

  • Polícia Federal;
  • Polícia Rodoviária Federal;
  • Polícia Ferroviária Federal;
  • Polícias legislativas (Senado e Câmara);
  • Polícia Civil do Distrito Federal;
  • Agentes Penitenciários;
  • Agentes Socioeducativos Federais.

Nesta lei os tempos de contribuição são:

  • 30 anos de contribuição, com pelo menos 20 anos no exercício do cargo de natureza policial, para homens;
  • 25 anos de contribuição, com pelo menos 15 anos no exercício do cargo de natureza policial, para mulheres.

As regras favorecem principalmente trabalhadores que estão próximos de conquistar a aposentadoria.

Tempo para contribuição de homens:

A alteração no texto da reforma reduz de 20 para 15 anos o tempo mínimo de contribuição exigido para homens do regime geral (setor privado) se aposentar, o mesmo tempo mínimo de contribuição previsto para as mulheres.

O destaque aprovado não modifica as idades mínimas para homens e mulheres poderem se aposentar, que são de 65 anos para eles e 62 anos para elas.

Você sabe como trazer melhorias para seu benefício?

Hoje temos um alerta é IMPERDÍVEL e trará uma solução EXCLUSIVA para aumento de ganhos na sua aposentadoria em até 60%!

Você está a um passo de DESCOBRIR os 9 erros que o INSS pode ter cometido na sua aposentadoria que pode estar te IMPEDINDO de receber um benefício MAIS VANTAJOSO!

Você quer nossa ajuda?

Então, assista agora nosso workshop “ Os 9 erros que o INSS cometeu na sua aposentadoria que IMPEDEM que você receba uma aposentadoria mais vantajosa! ” e descubra como incluir no valor da sua aposentadoria as MAIORES contribuições das décadas de 70, 80, 90 e 2000, podendo seu benefício chegar em até R$ 5.839,45.

Clique aqui, e se Inscreva AGORA MESMO.

Mas corra, pois as vagas são LIMITADAS, e estão ACABANDO !!

Editorial do Aposentadoria Notícia.

Publicado em:Últimas Notícias