Menu fechado

ENTENDA COMO É FEITO O CÁLCULO DO VALOR DO SEU BENEFÍCIO

Neste texto vamos destacar sobre a MÉDIA DOS 80% MAIORES SALÁRIOS

Um quer saber quanto tempo falta para se aposentar, mas a maioria quer mesmo saber qual será o valor do benefício, o valor inicial que será pago pela Previdência Social (INSS). E para esclarecer vamos enfatizar alguns pontos importantes para fazer os cálculos previdenciário.

Primeiramente precisamos saber o que é o cálculo do valor da aposentadoria.

É a  forma como os sistemas do INSS estão programados para definir o valor inicial que vai ser pago mensalmente ao cidadão em função da sua aposentadoria.

É importante frisar que não há qualquer intervenção manual no cálculo do valor, uma vez que as informações são obtidas por meio do CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais.

Também é importante frisar, por ser tudo automatizado, não há particularidade no momento de fazer as contas, de calcular as contribuições. Mas é necessário analisar cada caso como único, de forma minuciosa, observando cada detalhe para que o pagamento seja justo e correto.

Podemos afirmar aqui, que a Previdência Social não faz isso! O atendimento é sistematizado, automatizado.

Mas para saber se está correto o cálculo realizado é necessário que seja feita a verificação, com particularidade, que só um especialista em previdenciário pode fazer.

ENTENDA COMO É FEITO O CALCULO

É tantas regras, tantos benefícios e tantas mudanças que fica difícil fazer a revisão sem ajuda de um profissional. E por isso vamos explicar quais são esses detalhes, para que assim possamos entender melhor como funciona os cálculos para as principais aposentadorias, seja ela por tempo de contribuição até a por idade.

Relacionaremos os 9 principais pontos usados nos cálculos do benefício:

1. Média dos 80% maiores salários

2. Divisor mínimo: como é usado

3. Fator previdenciário: como é aplicado

4. Alíquota da aposentadoria por invalidez

5. Como inclui os períodos sem salário de contribuição

6. Limite mínimo e máximo do salário de aposentadoria

7. Como incluir os salários antes de 1994

8. A aposentadoria proporcional

9. Como fazer o cálculo da aposentadoria.

Nesse primeiro contexto vamos destacar o primeiro tópico, como é feita média dos maiores salários. Veja!

MÉDIA DOS 80% MAIORES SALÁRIOS

O primeiro passo é saber a média dos salários no Período Básico de Cálculo (PBC), ou seja, verificar se foi utilizados 80% maiores salários de contribuição do período de julho de 1994 até o mês anterior ao início da aposentadoria.

Nesse processo será feita atualização de todos os salários de contribuição, convertido para moeda atual. Descarta as menores contribuições (20%) verifica quantos são e se faz a média dos 80% maiores. O resultado encontrado é denominado de  Salário de Benefício. E sobre ele, aplica-se o que se chama coeficiente do benefício.

IMPORTANTE SABER

•    Normalmente sua aposentadoria tem início no dia em que você faz o pedido on-line ou no dia que você faz o agendamento para ir no INSS.

•    O mês que você fez o pedido não entra no cálculo do valor.

•    Mesmo pagando sempre o teto do INSS, a possibilidade é pequena para receber o teto de aposentadoria.

•    Apesar dos 20% menores salários serem descartados do cálculo, diminuir a contribuição do INSS pode fazer diferença no valor da aposentadoria. Principalmente se as contribuições menores forem após 2004.

•    Os salários antes de 2004 não são corrigidos de maneira justa e prejudicam o valor da sua aposentadoria.

Falamos sobre o primeiro tópico, mas não vamos parar por aqui. Acompanhe o próximo texto, vamos detalhar sobre o DIVISOR MÍNIMO, como é usado, e também sobre o FATOR PREVIDENCIÁRIO, como é aplicado. Saiba mais!

Não perca tempo, consulte um especialista sem sair de casa.

Publicado em:Últimas Notícias