Menu fechado

QUARENTENA CORONAVÍRUS: APROVEITE ESSE MOMENTO E SOLICITE A REVISÃO DO SEU BENEFICIO

Faça sua revisão on-line e receba o teto salarial do INSS de R$ 6.101

Enquanto seguimos a recomendação das autoridades para permanecer em casa, em virtude do novo Coronavírus, podemos fazer desse momento produtivo e buscar melhoras nos nossos benefícios, como por exemplo: buscar melhora no valor da aposentadoria.

Sabemos que o Coronavírus não é algo a ser levado na brincadeira. Temos consciência que a crise viral está freando a economia mundial e assustando trabalhadores ao redor do mundo.

Mas de forma on-line e segura, recomendamos aos aposentados e pensionistas aproveitem a oportunidade e busquem seus direitos, tenham informações e solicitem aos profissionais especialistas em direito previdenciários que analisem se há erro nos cálculos dos seus benefícios.

Erros como de cálculo na média salarial e a falta da inserção de um período contributivo são comuns, que afetam na hora de calcular e, de verificado, pode render um bom aumento no benefício da previdência, chegando em até 60%.

Para saber se tem direito à correção e se ela é vantajosa, o beneficiário precisa realizar a conversão em reais e a atualização monetária dos valores no período de contribuição, além do recálculo da média salarial.

A conta não é simples, por isso a recomendação é contratar um especialista antes de entrar com uma ação judicial, acesse de forma segura, da sua casa, o atendimento on-line. Acesse o aposentadorianoticia.com.br o segurado terá todas as informações necessárias.

Seguindo dois passos: o primeiro realizando o diagnóstico e acionando o Judiciário e gastando pouco, você pode ganhar a ação. Se isso acontecer, vai receber as diferenças acumuladas no período em que o benefício não foi pago, apesar de que os atrasados são limitados aos cinco anos anteriores ao pedido na Justiça. Porém, mesmo que o reajuste no benefício seja pequeno, o valor dos atrasados pode ser relevante.

Se você é o aposentado que recebe perto de um salário mínimo (atualmente, R$ 1.045,00) e teve poucos salários de contribuição após julho de 1994, há maior chance de conseguir a revisão.

Publicado em:Últimas Notícias